terça-feira, 3 de julho de 2012

    No balanço daquele parque,
me vejo sonhando e relembrando
de momentos inesquecíveis, o cheiro
que a brisa me traz, me lembra aquele
sorvete de 3 cores.

    O vento traz aquele friozinho perto da
lagoa aonde adorava sentar debaixo
daquela arvore, só pra ver o por do sol
chegando.

   E por falar em sol, quero senti-lo,
pois com ele me sinto viva.!!
A cada dia, vou escrevendo minha historia
e assim vou lembrando de como tudo era
perfeito e puro.

Mas o tempo me fez intender, que a nuvem
sempre muda de posição, e que o vento
nem sempre sopra para o mesmo lugar.

Tenho que continuar andando, antes que
escureça, e eu me perca pelo vale da
sombra.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

...andando na escuridao...

ja sao mais de meia noite...
e o silencio toma conta do espaco...
as palavras, os pensamento,
os sentimentos, tudo fica inerti
diante de ti..

sinto, mas nao consigo espresa-lo,
penso e as vezes me engano,
falo ao invez de me calar,
me calo ao invez de falar...

a noite esta aqui, e eu tambem,
nao consigo nao dizer que tudo
oque estou pensando agora e real ...
nem eu sei...

me perco entre minha sombra e outra,
ja nao sei pra onde esta me levando,
as vezes tento voltar , mas nao consigo,
nao quero, mas sei que nao deveria seguir..
as vezes penso em continuar, eu quero mas
sei que vou chorar lagrimas de sangue,
mas nao devia....

vida cruel..destino incerto e as vezes
parece o certo..meu rosto no espelho
me revela que ja nao e mais o mesmo..
ta cansado, maltratado, mal amado,
desnortiado, deprimido, com raiva,
desacreditado na vida...

nessas horas, onde tudo se cala,
nada se escuta, so vejo meu ser gritando
por socorro...mais parece que nao ha
ninguem para ouvi-lo, entao mais uma
vez ele se perde, nao sabe oque fazer,
nem mais acredita em si mesmo....

em quem acreditar?nao me pergunte,
pois nem eu sei....e dificil dizer que tudo
esta bem quando tudo esta a beira da morte....
intao voce se depara com um presipicio e pensa...
devo pular? alguem sentiria a minha falta?
quem me ama de verdade? sera que realmente
a vida tem valor ,quando tudo foi feito ate o
fim,e nada foi notado?

nesse momento a vontade e imensa de
sentir o gosto do NAO EXISTIR, de como
seria tudo....pois mais uma vez ele resiste,
e tenta lutar mas uma vez, de olhos vendados,
andando na escuridao tentando achar uma luz ...

talvez encontre resposta ..ou talvez nao ..
pois a vontade desse ser agora e de sentar
em uma lapise e chorar muito....
pois tudo oque um dia buscou no caminho...
era alguem que realmente a nota-se,
e que a fizesse sentir o coracao pulsando
mais uma vez.....

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Odio..

Uma palavra forte...
Ódio
Palavra que falsos pacifistas repudiam
Mas às vezes eu sinto...
Em grande quantidade

Um sentimento que me corroe a alma
Um sentimento que turva a minha curta visão
Mas eu sinto...
Latente, dentro de mim, pronto para explodir
Em uma cachoeira de inúteis impropérios

Essa revolta suprema, em meu coração
Sempre a senti, desde cedo!
Não lembro bem quando começou
Mas há muito tempo ela está comigo
E, portanto, não sinto paz...

Queria tanto acreditar no amor
Não me refiro as transas que chamam de amor
Mas nesse sentimento oposto ao ódio
Porém, é tão difícil...é muito puro
As pessoas só me decepcionam

Porque as pessoas conseguem ser tão cretinas?
Para essa pergunta não há resposta
Eu seria grande se conseguisse paz em meio ao inferno
Mas não consigo...
Sinto apenas ódio.

Saudacoes a todos....

Do que sorriem?
Tantos sorrisos falsos.
Gargalhadas sinistras.
Expressões duvidosas.
Do que sorriem?

Há motivo para sorrir?
A “Vida é Bela?”
Se é, ainda não descobri.
Permaneço sério!
Resoluto. Contemplo a solidão.

Anseio pelo silêncio, busco o silêncio.
Deixem-me só, com os meus livros.
Deixem-me só, com minhas poesias.
No meu Mundo, onde posso ser o que sou.

E o que sou?
Alguém que sofre.
Alguém que se permite chorar.
Alguém que ama a tristeza.
Alguém que sente amor.

Alguém que não sorrir.
Alguém cuja alma grita.
Alguém que ama a solidão.
Amo o silêncio, longe desses sorrisos hipócritas.
Longe de falsos amigos.


segunda-feira, 8 de agosto de 2011


“Lágrimas”
Quanto significado podem ter as lágrimas?
Independente de quem as derrame,
Elas são lindas,
Correm como cristais pela face.

Às vezes transmitem dor...
Às vezes expressam alegria...
Mas independente do motivo,
São lindas!

Quanto sentimento pode ter uma lagrima?
Quando derramada com sinceridade...
Mas confesso que na dor,
Mais intensidade ela tem.

Torna-se mais linda,
Brilha mais,
Como uma pérola
Em todo o seu esplendor.

Quanto significado pode ter uma lagrima?

na escuridao me encontro

Tão assustadora pode ser
A escuridão.
Demônios? Fantasmas? Seres malignos?
Tão fértil é a natureza humana.

O certo é que...
Ao nada ver,
Eu me enxergo.
Ao nada ver,
Na escuridão me encontro.

Indescritível prazer
O prazer que a solidão me ajudou a ter
Ao nada ver,
Eu percebo quem sou.

As noites já foram temidas,
Rumores de fantasmas espalhados,
Se estes seres existem, então estão ao meu lado
Ao nada ver,
Posso me ver.

Difícil entender quem somos...
Tarefa árdua de se compreender
Ao nada ver,
Na escuridão me encontro.
________________________

"Indiferença"
Como sofri...
Tudo que deseja era sua atenção...
Mas esse luxo não me foi dado...
Que dor imensa corroeu meu coração naquela tarde...

Eu a vi conversando e sorrindo com outros...
Meu rosto parecia normal...
Mas meu coração sangrava...
Minha alma chorava...
Você não notava...

Talvez por não querer notar...
Talvez não...
Você não queria notar...
Estava ocupada tentando se mostrar melhor...

Hoje percebo que você era um ser bem pior...
Endeusei a sua pessoa...
Defendi-te das calúnias dirigidas por tantos...
Queria te ver feliz, queria te ter comigo...
Queria sorrir contigo...

Eu a chamava de “Anjo do Senhor”...
A considerava a mais bela dos “Anjos de Deus”...
Mas para minha tristeza percebi que estava errado...
Aquela que julguei ser um Anjo...
Mostrou da forma mais lamentável que era apenas mais uma...

Aquela que julguei ser diferente...
Mostrou ser igual...
Aquela que julguei ser sensível...
Mostrou ser fútil...
E tudo o que sempre recebi foi indiferença...

Hoje percebo que mereci.

†† Força da Escuridão ††
Nasci para a solidão...Circundado pela escuridão sinto a inspiração para exteriorizar através de palavras toda a consternação que perturba permanentemente a minha alma e o meu espírito.
Talvez eu tenha escolhido essa solidão que gera um sentimento de culpa aterrador, ampliado pela sensação que o nada permanecerá e me envolverá com esse ar rarefeito, com essas sombras espectrais junto a mim.
Abaixo a cabeça em um gesto que muitos encaram como derrota., Fecho os meus olhos, minhas expressões são consternadoras, pareço estar à beira do precipício infindável, teria minha jornada espiritual chegado ao fim? Não teria eu, solução? Que os falsos juízes tenham essa certeza duvidosa, pois ao baixar a cabeça, ficar sério e fechar os olhos, nada mais busco do enxergar o meu interior e ampliar a minha visão.
As trevas não me enfraquecem, me fortalecem, ajudam-me a refletir mostram que meu coração por mais dolorido que esteja, ainda pulsa, e sente amor pelos coitados que não compreendem aquilo que é evidente.
A minha força vem da minha alma, a alegria surge após a tristeza e a minha felicidade reina na solidão.
Enquanto houver luz, haverá sombra, enquanto a sombra esconder a dor, eu estarei lá, triunfante com todo o meu ser delirante.
Certamente meu coração não hesitará e a minha alma se fortalecerá.